Área de concentração

História e Conexões Atlânticas: culturas e poderes

Estudo da circulação oceânica de ideias, pessoas, mercadorias, conhecimentos, crenças, tendências políticas e econômicas entre o norte do Brasil, território da Amazônia Legal, a Europa, o Caribe, as Guianas e a África, entre os séculos XV e XXI. Trata-se não só de análises comparadas entre espaços e territórios das duas margens do oceano, na sua zona equatorial, mas de histórias conectadas, processos de hibridação, intercâmbios culturais, e trocas variadas entre as partes envolvidas. Privilegiam-se aqui os processos diaspóricos, os conflitos e as relações transfronteiriças.

Há dois grandes focos nesta área de concentração:

  1. os processos culturais, definidos pela circulação de ideias políticas, de religiões e de preceptivas do mundo intelectual;
  2. as dimensões do poder, o estudo das instituições, os conflitos sociais, o mundo do trabalho e a economia.

Tais perspectivas estão devidamente abalizadas a partir de duas linhas de pesquisa, a saber:

a) poderes, políticas e sociabilidades;

b) Linguagens, religiosidades e culturas.

Dentro desta proposta, destacan-se temas de pesquisa já desenvolvidos no programa:

  • Arqueologia da Mesoamérica;
  • Guerra e navegação;
  • História Indígena;
  • Identidade Étnica,
  • Cultura afro-americana;
  • Tráfico de escravizados;
  • Relações Brasil-Caribe;
  • Estudos das religiosidades entre Brasil, Europa e América Latina;
  • Transposição feudal para a colonização portuguesa e castelhana na América;
  • Discurso de modernidade;
  • Ideias políticas entre as duas margens do Atlântico.